Meio&Mensagem

Evento ProXXIma

17 E 18 DE NOVEMBRO - WTC SÃO PAULO - SÃO PAULO/SP

Melling, do Ryot: 5G é grande oportunidade para o Brasil

Mark Melling, head do Ryot Studio EMEA, da Verizon Media, analisa o potencial comercial da tecnologia de quinta geração no País

Taís Farias
28 de outubro de 2020 - 16h15

A adoção do 5G é uma das principais tendências em conectividade e promete causar uma verdadeira transformação na conexão de dados e conteúdo. Mark Melling, head do Ryot Studio EMEA, da Verizon Media, e líder do 5G para Europa, falou sobre o potencial da tecnologia de quinta geração de acelerar soluções para os problemas que os consumidores vêm enfrentando, especialmente, no Brasil.

Mark Melling, head do Ryot Studio EMEA, da Verizon Media, falando virtualmente no ProXXIma (Crédito: Reprodução)

A Ryot foi a primeira companhia de conteúdo em realidade virtual criada na história, segundo o Crunchbase. Em 2016, foi comprada pela Verizon e, dois anos depois, lançou o primeiro estúdio conectado em 5G do mundo, em Los Angeles. “Nosso trabalho não é apenas criar conteúdo, mas dar consultoria e preparar nossos clientes para a rota da próxima evolução da conectividade”, afirma Mark.

Em apresentação virtual no ProXXIma, Mark reconheceu os desafios do mercado local, mas destacou suas oportunidades comerciais. “É importante dizer que o 5G não é um 4G melhor. É uma tecnologia inteiramente nova. Então, a velocidade com que a tecnologia 5G pode ser implementada e adotada não depende da atual conexão 3G ou 4G. É uma grande oportunidade para mercados como o Brasil”, afirmou.

Apesar da vantagem que o 5G oferece por permitir uma conexão mais veloz, o executivo reforça que há mais do que isso a ser levado em conta quando se pensa na adoção dessa tecnologia. “Mas, se você está construindo um trem entre Rio e São Paulo, você não se preocupa apenas com a velocidade da conexão, a velocidade do trem. Você não leva em conta apenas isso para determinar sua utilidade. Você se preocupa com quantas pessoas ou carga ele vai carregar, assim como quão rápido pode ser. A ideia é a mesma para conexão móvel”, disse Mark.

Esse fator permite experiências mais robustas em conteúdo e o fim de uma série de dificuldades enfrentadas para criar e distribuir ações em 3D, realidade aumentada e virtual. Segundo o head do Ryot Studio, essa alta capacidade de transmissão de dados tornaria as baterias e, consequentemente, os dispositivos, menores. Pensando na realidade brasileira, Mark também citou a melhora que o 5G significaria para altas densidades de conexão, como estádios e eventos.

“Nunca estive no Brasil, mas, pelo que entendi, vocês sabem como fazer um Carnaval, um evento e estádios são uma parte importante de sua cultura. Então, conectividade nesses locais é muito importante para o seu mercado”, ilustrou o executivo. Citando falas do vice-presidente brasileiro, Hamilton Mourão, no evento Telebrasil, o head da Ryot afirmou que o País já entendeu o 5G como uma oportunidade de avanço na economia. “Esse é um ótimo sinal de que as empresas e o governo estão vendo a importância e a relevância das redes de telecomunicações em um mundo que está se movendo na direção da era do conhecimento. As redes precisam ser confiáveis, rápidas e seguras. Os governos que veem isso e estão dispostos a construir uma economia digital precisam acompanhar a tecnologia 5G”, apostou Mark.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • mark melling

  • crunchbase

  • verizon

  • 5g

  • 5g e conteúdo

  • 5g e economia

  • 5g no brasil

  • adoção do 5g

  • ProXXIma

  • proxxima 2020

Realização