Meio&Mensagem

Evento ProXXIma

26 a 29 DE OUTUBRO DE 2020 | ONLINE

Conexão online e física

A pandemia levou à antecipação da adoção do digital em todas as áreas e no Grupo M&M também; para 2021, tendência é de modelo híbrido entre presencial e virtual

Sergio Damasceno Silva
16 de outubro de 2020 - 19h32

Em 2021, os eventos deverão mesclar entre os formatos online e presencial para aproveitar o potencial de cada modelo (Crédito: Denise Tadei)

A transformação digital, que já vinha ocorrendo nos últimos anos em todos os setores da economia, se viu obrigada a avançar a galope neste último semestre, alavancada pelas demandas provocadas pela Covid-19. No Grupo Meio & Mensagem, o processo foi equivalente aos demais segmentos de comunicação e a área de eventos é uma das mais visíveis deste salto.

O Maximídia, que aconteceu de forma 100% online para o público, mostrou que o formato possibilita uma série de interações e consegue conectar as pessoas de forma que, talvez, o presencial não o faça. Mas, embora tenha vantagens para ultrapassar obstáculos físicos como trânsito e dificuldade de locomoção numa cidade como São Paulo, os eventos são, principalmente, um meio de se fazer networking e por isso a presença física é importante.

A depender do cenário futuro, os próximos eventos do Grupo M&M poderão se tornar híbridos, com ambos os formatos: presencial e online. “Meio & Mensagem tem o papel de ser ponto de conexão entre players e o evento físico é um grande ponto de conexão pelo qual cumprimos nossa missão de aproximar as pessoas”, diz o vice-presidente executivo do Grupo Meio & Mensagem, Marcelo de Salles Gomes, ao avaliar a eventual retomada com audiência presencial. “Queremos voltar a ter evento presencial, mas que também será híbrido com o online. Presencial para quem precisa desse contato profissional de estar fisicamente no evento e online para quem o interesse for somente em relação ao conteúdo e puder acompanhar de casa ou escritório. Para os eventos futuros, no planejamento de 2021, sabemos que não voltarão a ser como em 2019. E alguma coisa deste ano ficará para 2021. Voltaremos alguma coisa no modelo de 2019, mas vamos mesclar algo de 2020”, aponta.

Na ocasião da realização do Maximídia, Salles Gomes, disse que o formato foi pensado para facilitar a organização dos espectadores, assim como para cobrir ao máximo as nuances de cada assunto. “Sabemos que algumas pessoas terão a possibilidade de dedicar o dia para mergulhar no conteúdo do evento, mas que outras tentarão encaixar em meio a rotina as trilhas que mais as interessam. Então, nesse sentido, imaginamos um esquema de grade, como na televisão, com horários fixos, mas com o dinamismo do digital, para que não fique entediante”, afirmou.

O mesmo princípio será adotado para o ProXXIma. O conteúdo ficará disponível on demand após as transmissões ao vivo durante 90 dias. Para oferecer uma experiência que se aproxime ao máximo da presencial, haverá espaço para networking e para expositores na plataforma: os participantes poderão ver quem está acompanhando as palestras e convidá-los para conversas em vídeo. Também será possível fazer Q&A com os palestrantes e interagir com as marcas expositoras por meio de um chat.

Neste ano, os assinantes de Meio & Mensagem ganham ingresso integral para os quatro dias do ProXXIma. Os assinantes, devem ter uma assinatura vinculada a um CPF, pois será preciso o número do documento para o acesso. Caso o assinante não consiga se inscrever, deve entrar em contato pelo e-mail inscricoes@grupomm.com.br. Já os não-assinantes pagam menos de 10% do valor cobrado em 2019.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Marcelo de Salles Gomes

Patrocínio

Realização