Meio&Mensagem

Evento ProXXIma

17 E 18 DE NOVEMBRO - WTC SÃO PAULO - SÃO PAULO/SP

Pacote completo

Tim Mahlman, presidente de publishers platforms da Oath, fala sobre os desafios de telecoms para produzir e monetizar conteúdos

Karina Balan Julio
7 de maio de 2018 - 14h41

Tim Mahlman, presidente de publishers platforms da Oath, estará nesta quarta-feira, 9, em São Paulo. Convidado do ProXXIma, o executivo falará no painel “Telecom, mas pode chamar de publisher mesmo”, no qual deverá explorar, ao lado de Ricardo Sanfelice, vice-presidente de digital e inovação da Vivo, como empresas de telecomunicações operam cada vez mais como publishers e adtechs.

 

Tim Mahlman poses for Headshot at AOL Hq in New York (2015). Photos by Gino DePinto, AOL.

O caso da Oath é emblemático, já que a empresa nasceu da fusão de Aol e Yahoo, ambas compradas pela Verizon, uma das maiores operadoras de telefonia e banda larga nos EUA. Na entrevista a seguir, Tim antecipa alguns dos tópicos principais que deverá abordar em seu painel, como o trabalho das diversas marcas de tecnologia dentro do guarda-chuva da Oath, transparência na coleta e uso de dados de usuários e metas de investimento no Brasil.

Qual é a estratégia da Oath para mobile e plataformas digitais?
Um dos maiores desafios da indústria hoje é a mudança para o mobile, e vemos isso como uma oportunidade. A Verizon, quando adquiriu a Yahoo e AOL, formando a Oath, ficou muito bem posicionada para capitalizar sobre o crescimento mobile. Ao combinar as marcas de conteúdo globais da Oath, tecnologia e dados, estamos criando conteúdo premium muito alinhado com a forma como as pessoas consomem mídia. Por isso trabalhamos com parcerias estratégicas como com a NBA e NFL Nosso mix de marcas B2B e voltadas para o consumidor, como HuffPost, Yahoo Sports, Yahoo Finance, Flurry, Yahoo Gemini e RYOT Studio alcançam 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo, e sempre estamos abertos a novas parcerias que possam trazer novas experiências para o digital.
Pensando na audiência atual, quais formatos e nichos de conteúdo você acredita serem mais promissores?

Quando olhamos para as oportunidades no mercado de conteúdo, o mobile está no centro de nossa estratégia. Estamos criando experiências imersivas em VR, AR e 360º, pensando na forma como as pessoas vão consumir conteúdo amanhã. Combinar o alcance mobile da Verizon com o conteúdo incrível da Oath em categorias como notícias, finanças, esportes e lifestyle significa que podemos entregar aplicativos poderosos e vídeos diferentes verticais, que inspiram em qualquer tela. Nossas marcas têm muita credibilidade, seja pelas notícias quentes do HuffPost até os placares do Yahoo Sports.

Como encaram questões como transparência de dados e brand safety?

Tentamos combinar conteúdo, dados e distribuição segura para ajudar nossos parceiros a ser bem sucedidos em um mundo mobile e digital. A ideia é dar aos parceiros uma alternativa aos “jardins murados” do mercado, de forma a maximizar seus rendimentos e ao mesmo tempo manter o controle deles sobre seus próprios dados. A propaganda está saindo de um contexto de eficiência cega e conversas unilaterais para um cenário de conexões mais significativas. Uma das nossas iniciativas envolve a mensuração third-party com a ajuda de empresas como comScore, Double Verify e Moat. Apoiamos o formato Ads.txt e também temos parcerias com DSPs e fornecedores para reforçar a consolidação deste modelo. Também trabalhamos com o IAB para estabelecer padrões e implementar o Ads.txt em todas as nossas propriedades de mídia e plataformas de publicidade.

Quais são os desafios da Oath em mercados emergentes e no Brasil, particularmente?

Nossas plataformas e marcas são globais, mas complementamos nossa oferta com parcerias locais para apoiar os ecossistemas locais. O Brasil é um mercado importante para a Oath e por isso estamos investindo em talentos, marcas e tecnologia no País. Tudo começa com a contratação das pessoas certas. Nossa estratégia é global, mas, assim como em qualquer outra organização global, é importante que cada mercado e região tenha uma voz autêntica e local.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Aol

  • Oath

  • plataformas

  • publisher

  • telecom

  • Tim Mahlman

  • Verizon

  • Vivo

  • Yahoo

Realização